• Marketing digital

O que é o Vero?

13.03.18

A nova rede social Vero foi criada em 2015 em Nova Iorque por Ayman Hariri, filho de Rafik Hariri, um ex-primeiro ministro do Líbano que tem uma fortuna avaliada em 1,33 mil milhões de dólares.

Mas, só três anos depois, chegou ao top de downloads nos Estados Unidos e passou a ser um forte concorrente às aplicações mais usadas pelos internautas, como o Facebook, o Instagram e o Twitter.

Esta aplicação que no momento só está presente na versão mobile, apesar de, à primeira vista, ser bastante semelhante ao Instagram, permite publicar fotos mas também texto, URLS e recomendações de livros, programas de TV/filmes, locais e música. As fotografias, os vídeos e os links funcionam como qualquer outra rede social. A música, está ligada ao itunes; no caso dos filmes, está ligado ao TheMovieDb e por isso tem todas as informações sobre o filme; e os livros estão ligados ao iBooks. Isto faz com que tudo seja mais fácil de ver, partilhar e até recomendar.

As publicações aparecem no Feed por ordem cronológica e é possível navegar por tipologia de conteúdo ou por hashtags populares.

Outro factor diferenciador é o facto de permitir classificar os amigos por tipo de relação, os amigos chegados, os amigos, os conhecidos e os seguidores, procurando incentivar a partilha com os amigos verdadeiros, e separar a quantidade enorme de pessoas que se encontram entre amigos e conhecidos e que acabam por dominar os feeds.

Apresenta-se como uma rede “verdadeiramente social”, daí o nome Vero que significa “verdade”. O objectivo é voltar à essência original das redes sociais, com conteúdos que sejam realmente do interesse dos utilizadores. E a sua maior promessa é o facto de ser livre de anúncios, ao contrário do Facebook, Twitter ou Instagram.

Assim, o Vero seria sustentado pelos seus utilizadores que teriam que pagar uma pequena quantia anual. Porém, o Vero anunciou que o primeiro milhão de pessoas não teria que gastar nada para se registar. O que gerou tantos downloads e novos acessos que a rede do Vero não aguentou e começou a apresentar alguns problemas, evidenciando que não estavam preparados para receber tanta gente. No site, a equipa informou que enfrentou problemas técnicos e agradeceu a paciência dos utilizadores. Em contrapartida, anunciou que iriam ampliar a promoção e que as novas inscrições continuariam gratuitas até novo comunicado.

Como funciona o Vero?

Para usar a rede social Vero, é necessário registar um e-mail e um número de telefone válidos, como acontece no WhatsApp, por exemplo, dando autorização de acesso aos contactos (não sendo obrigatório). Para realizar o primeiro acesso, basta inserir o código enviado pelo serviço via SMS ou chamada telefónica. Depois, é só utilizar. 

Contudo, o sucesso do Vero rapidamente despoletou uma onda de críticas. As dificuldades de acesso, os termos de uso, que garantiriam ao Vero usar as informações dos utilizadores, e as dificuldades de apagar a conta foram as principais reclamações apresentadas. Todas foram refutadas pelos representantes da empresa, mas não foi o suficiente para afastar os comentários provocadores no Facebook e no Twitter.

Assim, a promessa de ser livre de anúncios e de colocar as publicações por ordem cronológica no feed fez explodir o número de downloads do Vero, uma vez que são estes os aspectos que actualmente mais incomodam os utilizadores. Contudo, para o Vero se tornar uma alternativa às restantes redes sociais seria necessário que as empresas ou marcas e as pessoas migrassem em massa para esta rede social o que é bastante improvável, pois já investiram muito nas redes sociais, como o facebook e/ou o Instagram, e é difícil que abandonem de repente estes investimentos.

Tem um projecto para nós? Vamos falar sobre isso!
Agendar Reunião Damos resposta rápida e sem compromisso
Pelo telefone? +351 911 004 783 Bruno Oliveira
We use cookies to provide you with a better service. Carry on browsing if you're happy with this, or view our Privacy & Cookie Policy